Aerofotogrametria


Aerolevantamento

Dentro da estratégia de atuação no mercado de geotecnologias, a TecTerra busca inovar na oferta de soluções únicas em aerofotogrametria e aerolevantamento no Brasil. Com tecnologias de ponta, oferecemos aquisição de ortofotos de forma simples, operacionalmente otimizada, com qualidade e precisão necessárias à projetos até mesmo ao nível de engenharia.

Ainda atuamos com levantamento aerofotogramétrico através de veículos aéreos não tripulados (VANTs e Drones), sempre respeitando aos padrões de exigência cartográfica, segurança de voo e regulamentações junto ao governo.

Soluções em Aerolevantamento e Aerofotogrametria

Para a geração de modelos digitais de terreno (MDT) e modelos digitais de superfície (MDS) oferecemos produtos oriundos de estereoscopia por fotos aéreas e também através da tecnologia de LiDAR (Light Detection And Ranging), o que atende vários padrões cartográficos ao nível da engenharia.

Para a execução dos projetos, consideramos em síntese, as seguintes etapas:

  •   Estudo da demanda do cliente: verificar aplicação, escala necessária, custo, mobilização, tamanho da área
  •   Mobilização, planejamento e realização do vôo e aquisição dos produtos (LiDAR, ortofotos, fotos aéreas e MDT,MDS e MDE)
  •  Processamento das fotografias aéreas e da nuvem de pontos do perfilamento a laser (LiDAR) para geração dos mosaicos ortorretificados e mapeamentos planialtimétricos

Os produtos gerados podem chegar a resolução espacial de até 5cm.

Entre em contato conosco através do telefone (31) 3071-7080 ou envie um email para contato@tecterra.com.br para estudarmos a melhor solução para o seu projeto.

Veja abaixo amostras de ortofotos e Modelos Digitais de Elevação (MDE)

Veja algumas notícias de aplicações de aerolevantamento e aerofotogrametria em nosso blog

 

  • Aerofotogrametria possibilitará correção de arrecadação em 19 municípios da Grande Rio

Dezenove cidades da Região Metropolitana já perderam pelo menos R$ 5 bilhões em arrecadação de seus principais impostos nos últimos dez anos por falta de atualização de suas bases cartográficas a partir de aerofotogrametria. Veja aqui a notícia completa.

  • VANTs revolucionam trabalhos realizados pelo Incra

Os trabalhos realizados pelo Incra que demandam a geração de dados geoespaciais entraram em uma nova fase ao receber os primeiros veículos aéreos não tripulados (Vants) a serem utilizados na captação de imagens de alta qualidade e precisão geométrica. Veja aqui a notícia completa.

  • CPRM identifica áreas de risco na região Norte do país

Pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) mapearam áreas de risco para inundações, erosões fluviais e deslizamentos de terra nos estados do Pará, Rondônia e Amazonas. Ao todo, nos três estados os pesquisadores identificaram 6 mil moradias, em 126 áreas de risco. Estima-se que 24 mil pessoas residem nessas áreas. Veja aqui a notícia completa.

  • Pesquisadores identificaram ruínas Maias através de tecnologia LiDAR

Através de tecnologia LiDAR pesquisadores identificaram ruínas de mais de 60 mil casas, palácios, rodovias elevadas e outros recursos arquitetônicos que estavam escondidas há anos embaixo de selvas do norte da Guatemala. A descoberta é considerada um grande avanço na arqueologia maia. Veja aqui a notícia completa.

 

 

Free WordPress Themes, Free Android Games