Segurança de Barragens


A TecTerra possui soluções com aplicações em estudos de segurança de barragens através do fornecimento de informações de topografia de diversas fontes e insumos para tais trabalhos. As soluções da TecTerra auxiliam no cumprimento do Plano de Ações de Emergência – PAE, integrante do Plano de Segurança de Barragens, previsto na Lei 12334/2010, sobretudo para os mercados de mineração, energia, Geotecnia e Engenharia Geotécnica

As imagens de Satélite fornecidas pela TecTerra possibilitam análises planimétricas para análises espaciais diversas com até 30 centímetros de resolução espacial. Outras aplicações são realização de topografia de barragens e análises planialtimétricas de elevação do nível da água por Modelo Digital de Terreno e Superifície (MDT e MDS) e/ou simulação de rompimento de barragens (DAM BREAK). É possível obter por Imagens de Modelos Digital de Terreno (MDT) com 1 metro de equidistância entre as curvas de nível, atendendo o Padrão de Exatidão Cartográfica nível “A” (PEC A). Vale lembrar que tais Modelos são Modelos Digitais de Elevação Hidrologicamente Consistentes (MDEHC).

No caso das soluções em aerofotogrametria, é possível realizar as mesmas análises, porém em altíssima resolução. Para informações planimétricas é possível se obter ortofotos com até 8 cm de resolução espacial. Já a partir de um levantamento planialtimétrico, é possível gerar um Modelo Digital de Terreno (MDT) e Modelo Digital de Superfície (MDS) com até 50 cm de equidistância entre curvas de nível por perfilamento a laser com tecnologia LiDAR (Light Detection And Ranging) ou dos produtos e serviços AW3D.

A partir das tecnologias de Imagens de Satélite e Aerofotogrametria e Geoprocessamento possível realizar análises planialtimétricas de:

  • Elevação do nível da barragem
  • Altimetria das tipologias
  • Monitoramento de estabilidade de taludes com imagens RADAR/SAR
  • Simulação de barragens em 3D
  • Trabalhos de Geotecnia e Engenharia Geotécnica
  • Topografia de Barragens
  • Simulação de rompimento de barragens (DAM BREAK)
  • Definição de áreas afetadas

A partir de tecnologias de Imagens de Satélite, Aerofotogrametria e Geoprocessamento, é possível realizar análises planimétricas de:

  • Benfeitorias e construções
  • Uso e ocupação do solo
  • Acesso viário
  • Infraestrutura e logística
  • Monitoramento de barragem e análises multitemporais
  • Definição de áreas afetadas
  • Planejamento urbano, regional e ambiental das áreas afetadas
  • Tecnologias para Engenharia Geotécnica e Geotecnia
  • Mapeamentos para avaliação de impactos ambientais para meio físico, biótico e socioeconômicos
  • Representações cartográficas gerais para monitoramento e planejamento de barragens

Veja algumas notícias, eventos e dados cartográficos sobre Segurança de Barragens em nosso blog

  • TecTerra organiza Seminário no CREA-MG e o disponibiliza de maneira gratuita e on-line

O Seminário de Novas Tecnologias em Topografia por Satélite/AW3D e Radar/SAR para Barragens e Áreas de Risco foi organizado TecTerra, em parceria com a RESTEC (Remote Sensing Technology Center of Japan) e ocorreu em novembro de 2019 na sede do CREA-MG. O conteúdo foi apresentado por representantes da TecTerra, RESTEC , Defesa Civil, empresas do ramo, profissionais e professores universitários.

Nele você aprenderá mais sobre:

  • Particularidades das barragens
  • Áreas de risco
  • Estudos de caso e aplicações
  • Novas tecnologias de Sensoriamento Remoto e Geotecnologias

Faça sua inscrição gratuita:
https://cursos.geoeduc.com/curso/palestra-tecterra/

  • TecTerra disponibiliza imagens de satélite de Brumadinho 

A TecTerra Geotecnologias juntamente com a operadora chinesa SpaceWill divulgou imagens do satélite SuperView-1 da área diretamente afetada pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho/MG. A imagem foi adquirida no dia 30 de Janeiro de 2019, 5 dias após o desastre e abrange toda a área afetada diretamente pelo evento. Veja a notícia completa e baixe a imagem em nosso site.

  • Órgãos federais atuarão em parceria em segurança de barragens

Órgãos públicos federais atuarão em conjunto em casos de emergências envolvendo barragens ou para prevenir acidentes. Publicada em 24 de dezembro de 2018, a parceria vai até dezembro de 2023 e prevê a definição de protocolos de atuação conjunta no caso de acidentes com barragens, bem como o compartilhamento de conhecimento e informações relacionadas à segurança de barragens brasileiras. Veja a notícia completa em nosso site.

Free WordPress Themes, Free Android Games